Qual a importância da gestão de estoque para sua empresa?

Qual a importância da gestão de estoque para sua empresa?

eBook 5 passos para evitar o excesso ou a falta de matéria-primaPowered by Rock Convert
Toda empresa que fabrica e vende produtos precisa ter um estoque bem organizado e isso só é possível quando o empresário entende a importância da gestão de estoque, que abrange desde a escolha do tipo de armazenador que a empresa vai utilizar e quantos serão necessários, até a forma como eles serão organizados.

Além disso, a gestão de estoque também envolve o inventário, que deverá ser feito regularmente visando o controle de todos os insumos e matérias-primas da produção, bem como dos produtos acabados.

Neste artigo, vamos abordar a importância da gestão de estoque para sua empresa e os erros que muitos gestores cometem nessa atividade e como evitá-los. Quer entender como uma boa gestão de estoque pode influenciar e melhorar os resultados do seu negócio? Então, continue conosco!

Entenda a importância da gestão de estoque

Muitos gestores desejam aumentar a produtividade de suas equipes e ficam perdidos quanto aos processos que podem ser otimizados. Você sabia que um software de gestão integrada pode melhorar a cadeia de abastecimento garantindo que ela esteja de acordo com as necessidades da empresa?

A gestão de estoque eficiente garante uma operação estruturada entre a demanda e a oferta. Dessa forma, com os materiais organizados de maneira clara, objetiva e controlada, o tempo da produção é reduzido, aumentando a produtividade geral.

Além disso, controlar o estoque reduz os desperdícios, como avarias ou perdas. É possível, ainda, economizar com os custos para manutenção e armazenagem física, tão comuns em estoques parados.

A seguir, listamos alguns dos benefícios da gestão de estoque. Confira!

Otimizar o tempo de produção

A localização dos materiais e produtos e a quantidade correta de cada um deles asseguram que a mão de obra qualificada consiga produzir melhor. Da mesma forma, facilitar os processos de localização e contagem de matéria-prima ajudam a controlar a produção, otimizando o tempo de trabalho.

Assim, a gestão de estoque proporciona controle entre a oferta e a demanda, sendo a oferta a disponibilidade de entrega da empresa e a demanda a necessidade do cliente.

Reduzir desperdícios

Com a boa gestão do estoque é possível evitar avarias, comprar mais matéria-prima do que o necessário ou armazená-la em local inapropriado. Esses desperdícios fazem com que o investimento na aquisição desses materiais seja perdido.

Dessa forma, a localização correta dos materiais, além de otimizar o planejamento e controle de produção e minimizar o desperdício, impactam o financeiro. Viu como um processo está ligado ao outro?

Controlar gastos

Ao evitar o desperdício, o gestor economiza recursos para outros investimentos, como as estratégias de marketing, por exemplo, visando alavancar as suas vendas e captar e fidelizar clientes.

Um estoque parado ou desorganizado é sinônimo de dinheiro perdido. Isto é: não adianta você ter um estoque enorme, com compras esporádicas e sem controle, se não for para funcionar em prol da produtividade.

Além disso, problemas como a falta de matéria-prima, que gera uma compra de última hora na qual não é possível negociar os melhores preços com os fornecedores e, consequentemente, oferecer um preço mais atrativo para o seu cliente, também podem ser evitados com a gestão de estoque.

Um estoque bem organizado otimiza o seu tempo para fazer um pedido de compra e, baseado nos custos de entrada de mercadoria, calcula o custo médio por produto. O custo médio é a base na formação do preço de venda para o seu cliente final, ou seja, os custos reais de aquisição da matéria-prima.

Conheça os erros mais comuns na gestão de estoque das empresas

Depois de entender um pouco mais sobre os benefícios da boa gestão de estoque, confira os principais erros que os gestores cometem nesse tipo de atividade que você não vai cometer mais!

Ignorar o estoque mínimo

O estoque mínimo é a marcação permitida que a empresa terá em estoque dentro de determinado período. Ele também serve para identificar o giro de estoque do almoxarifado.

Vamos supor que você compre 100 quilos de um tecido Neoperene e estabeleça 20 quilos como o mínimo. Neste caso, o sistema vai informar quando o seu estoque chegar à quantidade estabelecida, sinalizando que está na hora de renová-lo.

Comprar além do necessário

Estoque é dinheiro! Com essa frase você consegue entender a importância de estudar o mercado e comprar exatamente a quantidade necessária de matérias-primas. Esse entendimento é ideal, principalmente para cobrir as coleções que são esporádicas e sempre precisam ser renovadas.

Descartar o inventário de estoque

Controle de estoque tem a ver com uma contagem rigorosa de matérias-primas e produtos acabados. O inventário de estoque deve fazer parte da gestão da indústria de confecção a fim de evitar a falta de matéria-prima e investigar os possíveis problemas como: extravio, roubos e avarias, dentre outros.

Isso vai impactar o financeiro e vão sobrar mais recursos que poderão ser investidos em outras áreas da empresa, como trocar o maquinário, por exemplo.

Desconhecer fornecedores confiáveis

Quantas empresas não conhecem a tática de negociação ganha-ganha e perdem oportunidades de ampliar a estratégia de negócios? É importante buscar e atrair parcerias com empresas que apoiem as causas sociais. Isso vai aumentar a sua credibilidade perante a sociedade e seus clientes.

Da mesma forma, contratar um fornecedor que tem zelo pela sustentabilidade é garantia de insumos e matérias-primas produzidas de acordo com os padrões rigorosos de governança corporativa. Ou seja, é uma cadeia de valor que vai refletir na entrega de confecções de qualidade para o seu cliente final.

Gerir a indústria de confecção manualmente

Um dos maiores erros cometidos pelos gestores é acreditar na gestão manual e manter os livros e planilhas financeiras preenchidas sem automatização. Ao fazer isso, a mão de obra que poderia ser utilizada para a produção fica envolvida com tarefas passíveis de automatização.

Ao entender o quanto a gestão do estoque é relevante fica fácil perceber que a sua implementação não é tão difícil quanto parece e só trará bons resultados no funcionamento geral do seu negócio. Vimos também os erros que muitos gestores cometem e que poderiam ser evitados com um investimento confiável de um software.

Agora que você já entendeu sobre a importância da gestão de estoque, você não vai querer ser um gestor que continua perdendo tempo e dinheiro com processos que poderiam ser otimizados, certo? Fale agora com um dos nossos consultores e garanta o seu período de teste grátis!

Apresentação IndustWeb Sistema para ConfecçãoPowered by Rock Convert
Nenhum comentário.

Deixe seu Comentário

Não perca mais nenhum conteúdo!

Cadastre-se em nosso blog e comece a receber conteúdos fresquinhos sobre indústria de confecção em seu e-mail