Afinal, quais são as diferenças entre markup e margem de lucro?

Afinal, quais são as diferenças entre markup e margem de lucro?

eBook Como bater as metas: uma dica para produzir mais e melhorPowered by Rock Convert

Markup e margem de lucro são dois índices muito usados para avaliar a questão do lucro, mas cada um deles tem uma função específica. O markup analisa se o preço do produto ou serviço está correto, enquanto a margem de lucro representa o percentual de lucro líquido em relação ao preço de venda.

Ambos os conceitos ajudam a evitar cálculos imprecisos e prejuízos nas estratégias de venda buscando melhorar os resultados, mas é preciso saber como aplicá-los e chegar aos valores corretos.

Há diferenças muito importantes entre markup e margem de lucro que tornam um índice mais relevante que outro. Mas qual é mais importante e qual deve ser utilizada para descobrir o lucro efetivo? Confira tudo o que você precisa saber neste artigo!

Quais são as diferenças entre markup e margem de lucro?

Markup e margem de lucro são conceitos diferentes que compreendem os custos de produção. Enquanto o markup é usado para a formação do preço de venda, a margem de lucro é calculada com o valor comercial já definido. Veja como calcular cada um a seguir.

Markup

O markup analisa, basicamente, o custo necessário para desenvolver o produto final, indicando se o lucro desejado está aplicado corretamente. Trata-se de um índice multiplicador aplicado ao custo final. O valor é alcançado por uma fórmula simples:

(preço de custo + IPI) X (1 + margem de lucro) = preço final

Nessa equação, o IPI refere-se à margem da operação, enquanto a margem de lucro será a porcentagem de lucro desejada em cima do produto — 20%, por exemplo. Aplicando os dados na operação, você obtém o preço que deve colocar na venda do produto.

Margem de lucro

Em relação à margem de lucro, estamos falando de uma equação mais robusta. Ela representa o que, de fato, deve ser o lucro, com o preço de venda já formado. No caso, o índice pode ser usado para repensar o valor atual do produto no mercado. Existem duas fórmulas, sendo uma mais complexa. A equação simplificada é a seguinte:

Margem de lucro = (preço – custo) / Preço

No entanto, a equação que gera a margem de lucro líquida é a mais adequada, porque considera informações como as obrigações fiscais:

Margem de lucro líquida = (preço líquido – custo líquido) / Preço

A diferença é que, no custo líquido, você deve subtrair os valores dos tributos recuperáveis e, no preço líquido, as despesas variáveis, como os tributos de saída. Dessa forma, tem-se um índice mais preciso.

Usar o markup ou margem de lucro líquida?

Uma das principais diferenças entre os índices é que o markup é sempre superior a 100%. Na via oposta, a margem de lucro líquida jamais vai ser superior a 100%, porque o lucro líquido nunca vai ser superior ao preço de venda.

Pelo fato de que o markup não considera as despesas operacionais do processo, esse índice se mostra menos eficaz para estabelecer os resultados de lucro real. Por isso, a margem de lucro líquida é a equação mais indicada para quem quer entender o fluxo de caixa da empresa.

Vale lembrar também a finalidade de cada um. O markup pode ser um indicador útil para produtos ainda não precificados, mas tende a gerar um índice de lucro maior do que a realidade.

A precificação errada é um grande problema no mercado, porque pode gerar problemas nos balanços e nos cálculos dos custos da companhia. Os números, provavelmente, não vão bater! Por isso, lembre-se de ficar atento à margem de lucro e aos tributos quando a mercadoria já estiver no mercado.

Gostou de aprender como utilizar markup e margem de lucro? Então siga a WebPic nas redes sociais e acompanhe as nossas novidades! Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn.

Apresentação IndustWeb Sistema para ConfecçãoPowered by Rock Convert
Nenhum comentário.

Deixe seu Comentário

Não perca mais nenhum conteúdo!

Cadastre-se em nosso blog e comece a receber conteúdos fresquinhos sobre indústria de confecção em seu e-mail