Dia das Mães 2020: como a indústria têxtil está se preparando

Dia das Mães 2020: como a indústria têxtil está se preparando

eBook Prejuízo com ordens de produção veja o porquêPowered by Rock Convert

Veja o que o mercado espera de uma das datas mais importantes para o varejo, mesmo diante do cenário criado pelo coronavírus!

Por Meire Tranjan, diretora comercial WebPic

No próximo domingo (10), vamos comemorar o Dia das Mães, uma das datas mais importantes para o faturamento do varejo no primeiro semestre do ano. Mas diante da quarentena imposta pelo coronavírus, como ficarão as comemorações deste ano? Assim também nos perguntamos: como vender mais quando tantas lojas ainda estão com as portas fechadas? Como chegar até o consumidor?

A indústria têxtil é sem dúvida um dos mercados que mais deve sofrer neste período. As vendas realizadas para o Dia das Mães representam mais de 10% do faturamento do ano. De acordo com Fernando Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), as vendas neste período refletem um número pouca coisa menor do que é registrado no período da Black Friday e do Natal.

Quem vai comprar presente

Em abril, a Mind Miners, empresa especializada em pesquisa digital, realizou um estudo em cinco regiões do Brasil para avaliar como o brasileiro pretende comemorar o Dia das Mães. Segundo a consultoria, a maioria dos entrevistados (64%) afirmou que pretende comprar o presente utilizando lojas online.

A pesquisa aponta ainda que 25% não pretende comprar presente para a data porque deseja esperar um momento melhor para comprar. Mas entre aqueles que vão presentear, 42% deve gastar entre R$50,00 e R$100,00; e 19% garante que vai investir mais de R$200,00. Os principais presentes cotados para o Dia das Mães em 2020 são: cosméticos/perfumes e roupas e acessórios de vestuário.

Vendas online

Dessa forma, ao longo das últimas semanas, muitos brasileiros experimentaram sua primeira compra online e aprenderam a usar a internet para pedir comida, pagar contas e comprar coisas que antes nem pensariam, como roupas e artigos para pets.

Durante a primeira quinzena de abril houve um aumento de 30% a 40% nas vendas pela internet, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm). E segundo levantamento da NZN Intelligence, no mês de março, 71% dos brasileiros pretendem aumentar o volume de compras on-line.

Não é de hoje que o e-commerce apresenta constante crescimento no Brasil. Mas após a pandemia do covid-19, o setor ampliou sua importância, viu as vendas online explodirem e acompanha agora a busca por novos produtos no comércio eletrônico.

A indústria têxtil também tem incentivado alternativas semelhantes. Segundo Pimentel, presidente da Abit, a própria associação está buscando uma estrutura de market place para que as empresas possam vender seus produtos via internet.

Você se preparou para o Dia das Mães?

As campanhas para divulgação do Dia das Mães já estão rodando há dias, mas ainda dá tempo de anunciar e ganhar espaço durante esta semana. Invista em marketing digital: e-mails, redes sociais, banners online etc. Preste muita atenção também na experiência do cliente. O relacionamento, mesmo que virtual, deve ser único e especial.

Avalie o que mais você pode oferecer, neste momento, para que o cliente perceba valor além do produto. Muitas marcas estão investindo em parcerias: e-commerces de moda e acessórios, por exemplo, apostam em promoções com brindes para chamar a atenção e ampliar as vendas virtuais.

E lembre-se: redobre a atenção com a logística e o estoque para evitar sobrecarga, falta de produtos e atraso na entrega, ainda mais em uma data tão esperada. Confira como está seu estoque antes de fazer qualquer divulgação e garanta que possui tudo o que precisa para atender a demanda.

De olho nas vendas do natal

Segundo a Abit, mais de 80% das indústrias têxteis e de confecção estão chegando, agora, ao final das férias coletivas concedidas durante a quarentena. Portanto, este é o momento de se movimentar e buscar alternativas para não parar.

Parte da indústria está atuando na fabricação de produtos médico-hospitalares para suprir o crescimento da demanda desses artigos. Assim, do outro lado, muitos estão reavaliando processos e estrutura e já entenderam que, agora, somar tecnologia e gestão pode ser o melhor caminho para sobreviver à crise.

Apesar de ainda não ser possível saber o que devemos esperar do mercado no segundo semestre, gestores e empresários estão se movimentando para investir no ambiente online, agora, para que tudo esteja pronto para a data mais importante do varejo: o natal.

Além disso, a busca por ferramentas de gestão que permitam manter o controle administrativo do negócio mesmo à distância, também aumentaram. Certamente, o objetivo é facilitar o gerenciamento de processos como controle de produção, estoque, orçamentos, faturamento, emissão de notas etc, para focar nas estratégias que trarão novos resultados.

Quer saber mais sobre isso? A fim de falarmos sobre as vantagens e benefícios de usar um sistema ERP na indústria de confecções, fizemos um post sobre o assunto: leia aqui! Além disso, para acompanhar outras notícias sobre o mercado de confecção, fique ligado em nossos posts aqui ou em nossas redes sociais. Estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram.

Apresentação IndustWeb Sistema para ConfecçãoPowered by Rock Convert
Nenhum comentário.

Deixe seu Comentário

Não perca mais nenhum conteúdo!

Cadastre-se em nosso blog e comece a receber conteúdos fresquinhos sobre indústria de confecção em seu e-mail