fbpx
Saiba por que o controle interno ajuda na redução de riscos

Saiba por que o controle interno ajuda na redução de riscos

Powered by Rock Convert

Você sabia que uma transação comercial burlada, um relatório contábil distorcido dos resultados reais ou um colaborador mal-intencionado podem colocar a perder a reputação de uma indústria? Tudo isso porque a empresa não implementou o controle interno. É ele que assegura que as normas e metodologias exigidas estão sendo cumpridas.

O controle interno é importante para centralizar a gestão, controlar os processos produtivos e aumentar as taxas de vendas. Para isso, é necessário acompanhar de perto todas as transações e os procedimentos internos.

Neste texto, vamos explicar os conceitos, os princípios e como iniciar um processo de controle interno em sua indústria. Acompanhe!

O que é controle interno?

Segundo o administrador e contador Wilson Toshiro Nakamura, em seu livro “Gestão: Controle Interno, Risco e Auditoria”, o controle interno é uma tecnologia (um acoplado de ferramentas aplicadas aos processos) que tem como finalidade certificar a transparência das práticas e dos resultados das organizações.

Para a empresa atingir as metas e os objetivos estabelecidos, ela deve seguir os padrões exigidos conforme os seguintes parâmetros:

  • efetividade: cumprir o prometido;
  • eficácia: satisfazer as necessidades dos clientes e oferecer peças de qualidade;
  • eficiência: fazer mais com menos e evitar desperdícios com insumos e matérias-primas;
  • produtividade: otimizar o tempo de produção e medir os resultados obtidos (mínimo de erros);
  • confidencialidade: restringir o acesso de informações sigilosas a colaboradores idôneos, compromissados e dentro de um contrato legal que protege a indústria;
  • economicidade: comprar matérias-primas e insumos com o preço justo, sempre prezando pelo menor valor sem comprometer a qualidade;
  • segurança: prezar pela integridade dos recursos produtivos e pelo ambiente para que os colaboradores possam trabalhar com estabilidade física, emocional e mental;
  • regulamentações: seguir rigorosamente os regulamentos, as normas, leis, obrigações fiscais e trabalhistas, da qualidade, entre outras práticas determinadas.

Como iniciar o controle interno?

É possível implementar os controles internos aos poucos e ir acompanhando os resultados à medida que você identificar as falhas nos processos. Veja a seguir como iniciar a implantação do controle interno.

Organograma

Estruture um organograma, esclarecendo os cargos e as responsabilidades, começando pela alta gestão até a mão de obra. Além disso, é recomendado acordar ou realizar uma rotatividade nos cargos de confiança, para evitar prejuízos por fraudes voluntárias.

Manual de procedimentos

Elabore um manual interno com os procedimentos permitidos e não permitidos para que todos da organização tenham uma visão clara sobre as práticas que devem ser seguidas e suas punições (o grau e os setores responsáveis por realizar).

Estrutura contábil

Planeje os custos, realize os orçamentos financeiros e acompanhe os fluxos de entrada e saída por meio de gráficos e os relatórios inteligentes, garantindo a saúde fiscal e financeira da empresa.

Auditoria interna

Acompanhe e mensure os resultados obtidos com as práticas dos controles internos. Assim, eles podem ser constantemente aperfeiçoados e seguidos dentro dos padrões estabelecidos pelas leis e pelos regulamentos normativos de qualidade, fiscais, segurança, entre outros.

Como vimos, o controle interno é um dos pilares da governança corporativa, responsável por garantir a integridade das informações perante as leis, o fisco, a sociedade. Isso gera uma crescente confiança dos clientes na sua empresa. Assim, requer que o gestor tenha um acompanhamento contínuo e imparcial de todas as estratégias dentro de uma organização.

Gostou do nosso artigo sobre controle interno? Temos outros conteúdos interessantes, siga-nos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

Apresentação IndustWeb Sistema para ConfecçãoPowered by Rock Convert
Nenhum comentário.

Deixe seu Comentário





Não perca mais nenhum conteúdo!

Cadastre-se em nosso blog e comece a receber conteúdos fresquinhos sobre indústria de confecção em seu e-mail