Como melhorar o fluxo de caixa na indústria de confecção? 4 dicas

Como melhorar o fluxo de caixa na indústria de confecção? 4 dicas

eBook Como bater as metas: uma dica para produzir mais e melhorPowered by Rock Convert

A indústria têxtil é uma das que mais gera empregos e movimenta investimentos no Brasil. Diante de tantas oportunidades de negócios, os gestores do setor convivem com enormes quantias entrando e saindo do seu caixa mensalmente. Isso pode levar à pergunta: como melhorar o fluxo de caixa na indústria de confecção?

Os planejamentos financeiro e estratégico são pilares fundamentais para o desenvolvimento nesse setor, já que, em escala industrial, toda ação deve ser pensada de maneira escalável.

No artigo de hoje, daremos 4 dicas para melhorar o seu fluxo de caixa, tornando-o mais eficiente e fácil de administrar. Acompanhe e veja como isso se reflete na gestão!

Como melhorar o fluxo de caixa na indústria de confecção?

Tornar uma atividade escalável significa aumentar os seus rendimentos sem que os custos subam junto. Parece uma matemática simples, mas, ao colocar isso no papel, pode acontecer de você se esquecer de uma variável importante: o tempo.

As horas gastas em tarefas como a conferência do fluxo de caixa fazem muita diferença. Veja, abaixo, como realizar essa tarefa sem grandes percalços e otimizar o seu tempo.

1. Defina um preço de venda

Fluxo de caixa e preço de venda têm uma relação cíclica. O controle bem-feito das entradas e saídas na sua indústria dá a real percepção sobre momento que o seu negócio vive. O que ajuda a precificar corretamente. Assim, é possível constatar problemas como margem de lucro baixa.

Por outro lado, praticar preços realistas permite manter a competitividade e margem de lucro andando juntas, atingindo uma lucratividade razoável sem repassar aumentos aos seus clientes.

2. Crie incentivos para que o cliente pague mais rápido

Oferecer descontos e outras facilidades para pagamentos à vista faz muita diferença para o seu fluxo de caixa. Além disso, a medida ajuda a manter o capital de giro e reduz a chance de inadimplência.

Tenha uma certa margem de negociação para quem gosta de antecipar o pagamento das encomendas.

3. Concilie o fluxo com faturamento e estoque

Muitas vezes, a solução para um fluxo de caixa insatisfatório é um melhor gerenciamento de estoque. Afinal, discrepâncias entre esses dois setores confunde seus cálculos e atrapalha o faturamento e as análises.

Se houver dificuldades para conciliar tudo isso, é um forte sinal de que você precisa de um software de gestão integrada.

4. Utilize um sistema de fluxo de caixa

Acima, chamamos sua atenção para o fato de que o tempo é um custo a ser calculado pelo empreendedor. As horas gastas para controlar o fluxo de caixa podem ser ainda mais prejudiciais se somadas à perda de dinheiro ocasionada pelos erros.

O recomendável, para solucionar os dois problemas, é o uso de um ERP (do inglês Entreprise Resource Planning), ou seja um sistema de gestão dos recursos da empresa).

Esse tipo de solução integra diferentes setores, gera números muito importantes para a gestão e permite um acompanhamento mais fácil e eficiente do fluxo de caixa.

Saber como melhorar o fluxo de caixa na indústria de confecções não é apenas uma medida incremental; é o primeiro passo para ajustes na gestão e crescimento para a sua indústria.

Tem interesse em saber mais sobre como um ERP pode ajudar seu caixa e estoque? Então entre em contato com a WebPic. Nossos especialistas estão prontos para tirar todas as suas dúvidas!

Apresentação IndustWeb Sistema para ConfecçãoPowered by Rock Convert
Nenhum comentário.

Deixe seu Comentário

Não perca mais nenhum conteúdo!

Cadastre-se em nosso blog e comece a receber conteúdos fresquinhos sobre indústria de confecção em seu e-mail